Introdução à programação
com Processing Modo Python

Valores e seus tipos

Em computação existe uma classificação dos valores armazenados na memória do computador, dizemos que os valores tem um tipo.

Quando fazemos uma atribuição, criando ou alterando uma variável, por exemplo i = 10, o i é um nome que aponta para um valor na memória, 10, um número inteiro, do tipo integer que é normalmente abreviado como int.

10.5, 0.2 que tem uma parte fracionária, ou até mesmo 10. (dez seguido de um ponto), são considerados números de ponto flutuante, floating point ou abreviadamente float. Valores numéricos em Python são, na maior parte das vezes, dos tipos inteiro ou ponto flutuante. Há também outros tipos como número complexo (mais detalhes na documentação do Python).

Textos, que aparecem entre aspas quando no meio do código de um programa, como por exemplo 'hello' ou "Eric Idle", são do tipo string (cadeia de caracteres em português) que abreviamos como str. Repare que "1010" é um string enquanto 1010 é um número inteiro, int, e 1010.0 é float.

Outro tipo importante que já encontramos é o booleano (boolean), com apenas os dois valores True ou False (verdadeiro ou falso), é o tipo dos valores resultantes das operações lógicas (como and, or e not), comparações (como ==, !=, >, <, >= e etc.) ou ainda valores que indicam um estado (como mousePressed é verdadeiro ou falso dependendo do estado dos botões do mouse)

Objetos, tipos e classes

Em linguagens de programação que trabalham com a ideia de orientação a objetos, e especialmente em Python, os valores são objetos e usamos o termo classe e tipo de maneira mais ou menos intercambiável. A definição de uma classe estabelece as propriedades e comportamentos dos objetos de um certo tipo.

Inspecionando os tipos dos valores

É comum dizer que em Python as variáveis não tem tipo (como em Java, por exemplo) mas sim os valores para os quais apontam. Podemos descobrir a classe/tipo de um objeto/valor usando a função embutida type()

a = 1
print(type(a))
# resultado no console: <type 'int'>

a = "oi"
print(type(a))
# resultado no consol<type 'str'>

Conversão, tipos dos argumentos e dos valores devolvidos for funções

Os valores que usamos entre parênteses em uma chamada de função (argumentos, dentro da função são chamados parâmetros) frequentemente precisar ser de tipos específicos. Por exemplo range() só aceita como argumentos números inteiros. A função text(), precisa de um string e dois números (para as coordenadas): text("Texto", x, y).

É necessário então converter os dados de um tipo para outro, como por exemplo o número ‘sorteado’ pela função random() que é um float pode ser convertido em int, sendo truncado (encurtado) perdendo a parte não inteira. Números podem ser convertidos em texto (string) usando str(num) ou com '{}'.format(num).

r = int(random(256))
println("Red: " + str(r))  # ou println("Red: {}".format(r))

Como saber os tipos dos argumentos

Para descobrir quais são os tipos dos argumentos que devemos usar com uma determinada função, precisamos ler a documentação (no caso de funções embutidas, pré-definidas, ou de bibliotecas externas) ou então olhar a definição da função.

Tipos dos valores devolvidos

Da mesma forma, é do nosso interesse saber o tipo dos valores devolvidos por uma função. Isso também pode ser descoberto lendo a documentação, a definição da função, ou ainda usando print(type(valor)).

Algumas funções executam operações mas não devolvem nenhum valor, como setup(), draw(), noStroke() e rect(), por exemplo. Sendo mais precisos, em Python, essas funções devolvem o valor especial None (que poderíamos imaginar como “nada” ou “nenhum”).

Mas muitas funções devolvem algum valor como resultado. Além da função random() que devolve um número float como acabamos de comentar, color(), por exemplo, devolve um número que representa uma cor, e podemos nós também construir funções que devolvem valores:

def cor_sorteada(alpha):
   r = int(random(256)
   g = int(random(256)
   b = int(random(256)
   return color(r, g, b, alpha)

minha_cor = cor_sorteada(255) # sorteia uma cor 

Alguns tipos/classes de valores/objetos

Nesta tabela apresento apenas alguns dos tipos que vamos encontrar programando com Processing modo Python, vou marcar com Py os que são naturais do Python, mesmo que existam equivalentes no Processing modo Java, e P5 os que vem do Processing, e não existem no Python sozinho.

tipo / classe descrição origem
int número inteiro, como -5, 0 ou 42 Py
float número de ponto flutante, como .5 3. ou 6.267 (note que o separador decimal é o ponto) Py
bool booleano é o tipo dos valores True ou False Py
string/unicode cadeia de caracteres, são sequencias de glifos, podem ser criados com aspas: “texto” ou u"maçã" (este último um string Unicode) Py
list lista, coleção ordenada de itens, construída com list(itens) ou com colchetes no código [ ,] Py
tuple coleção ordenada e imutável de itens, construída com tuple(itens) ou com parenteses no código ( ,) Py
set conjunto não ordenado de itens ‘hasheáveis’, com set(itens) ou com chaves no código { ,} Py
dict dicionário um ‘mapeamento’ de chaves (keys) e valores, criado com dict() ou pares {chave : valor,} Py
None o “nenhum” é de um tipo especial único Nonee é devolvido por funções que não devolvem nada Py
PImage imagens raster/bitmap, podem ser criadas/carregadas na memória com loadImage(arquivo_de_imagem) P5
PShape contém formas vetorais, como as descritas num SVG, pode ser criado com loadShape(arquivo) P5
PVector vetor, usado geralmente para descrever posição, velocidade ou aceleração (em 2 ou 3 dimensões) P5
color uma cor é um int disfarçado, que pode ser construídao com color(R,G,B) ou color(R,G,B,Alfa) P5

* Preciso contar que a as cores não são um tipo ‘de verdade’, independente, são um jeito do Processing deixar as coisas mais elegantes pra nós, tem um termo em programação pra isso: ‘açucar sintático’ (syntatic sugar). Por baixo do capô as cores do Processing são apenas números inteiros grandes, com 4 býtes, para R, G, B e A (tansparência) respectivamente, a função color() monta esse número grande pra nós. É útil (mais fácil) pensar em cores como um tipo especial de valores, no Processing modo Java você declara o tipo color para variáveis e funções e parâmetros que vão trabalhar com cores.

Existe uma discussão relativamente complexa mas na qual eu não vou entrar aqui, o tipo bytes do Processing lembra um string mas só com caracteres ASCII, e isso dá uma certa confusão, especialmente por estarmos usando Python 2, em que os strings não são necessariamente Unicode, como no Python 3, mas essa é uma questão avançada que eu queria evitar neste primeiro momento.

Quando você for converter em string, por exemplo, um objeto que descreve um nome de arquivo vindo do Java, use unicode() em vez de str(), de forma a obter um string unicode do Python 2.

Glossário

valor Uma das unidades básicas de dados, como um número ou string, que um programa manipula.

tipo Uma categoria de valores. Alguns tipos que vimos por enquanto são números inteiros (tipo int), números de ponto flutuante (tipo float) e strings (tipo str).

inteiro Um tipo que representa números inteiros.

ponto flutuante Um tipo que representa números com partes fracionárias.

string Um tipo que representa sequências de caracteres.


Este material é baseado no mateMrial do curso https://arteprog.space/programacao-criativa/


Texto e imagens / text and images: CC BY-NC-SA 4.0; Código / code: GNU GPL v3.0 exceto onde explicitamente indicado por questões de compatibilidade.